Participe também Saiba como

Nossos Programas

Programa Educação e Cidadania

Engloba projetos que priorizam o acesso ao conhecimento e protagonizam o indivíduo para o exercício da cidadania, enfocando atividades tais como a leitura e produção textual, o estudo da matemática e situações-problema, além de línguas estrangeiras, como forma de propocionar ao indíviduo, a possibilidade de ser protagonista no processo de modificação do seu meio social; sendo que outros projetos como o de formação continuada de docentes e de assessoria pedagógica são introduzidos pela demanda que, sem dúvida, surge com o trabalho desenvolvido. Este Programa se organiza em 3 núcleos: Núcleo de Educação, Núcleo de Formação Continuada e Núcleo de Assessoria Educacional.

Programa Desporto Educativo e Competitivo

Desenvolve, por meio do desporto, a socialização de jovens e crianças, colocando-os em contato com o senso de responsabilidade que advém da dedicação, do esforço e pela superação de dificuldades que apareçam, qualidades estas que, ao serem despertadas, passam a serautomaticamente vivenciadas e empregadas no processo de transformação do meio onde vivem, havendo, portanto, um desdobramento do exercício da cidadania, que passa a ser algo já internalizado e exercitado.

Programa Arte, Cultura e Cidadania

Incentiva o acesso à cultura e a toda forma de arte, como forma de desenvolver competências e habilidades, por meio das mais variadas formas de expressão artística, sejam elas teatro, dança, música, artes visuais ou outras das mais diferentes ordens, cabendo também aqui, o olhar crítico ao redor e o surgimento de uma preocupação com a melhoria do meio em que se está inserido, oportunizando uma vez mais, o exercício pleno da cidadania.

Programa de Geração de Renda

Propõe ações que fomentam o desenvolvimento sustentável de comunidades, por meio de projetos que visem a obtenção de renda financeira, utilizando-se do cooperativismo e associações de esforços mútuos.

 

Projetos do Programa Educação e Cidadania

Projeto Reforço Escolar

Visita à AFA

Visita à AFA

O IDESCA, em parceria com a Editora RM, que cria, produz e distribui material didático, tem por objetivo promover a melhoria da aprendizagem de crianças por meio do reforço escolar, para tanto tem apoiado, no bairro Zumbi dos Palmares, o Projeto de Reforço Escolar da Associação Fazendo Amigos. O projeto, que visa a doação de material didático e a capacitação de professores, encontra-se em fase final de elaboração, e quando em fase de execução, pretende atender 180 crianças. Além de oferecer suporte nas diferentes fases de aprendizagem das crianças em idade escolar, o projeto irá promover atividades que permitam o desenvolvimento de competências diversas nos alunos, oportunizando a superação dos desafios surgidos no processo da aprendizagem. Dessa forma, a instituição vem desenvolvendo ações preocupadas com o bem social de crianças e adolescentes com menos oportunidades e dificuldades de acesso à educação de qualidade. O projeto desenvolve habilidades pessoais e prepara crianças e adolescentes para enfrentar o mundo acadêmico com um melhor nível de aproveitamento.

Figura 02 - Alunos do Projeto de Reforço da AFA

Alunos do Projeto de Reforço da AFA

Oficina de Elaboração de Projetos

Alunos da oficina

Alunos da oficina

O IDESCA realizou a Oficina de Elaboração de Projeto Sociais, com o objetivo de capacitar possíveis voluntários na elaboração de projetos e captação de recursos. Utilizando-se de ferramentas e técnicas especificas para a redação de projetos, os alunos participaram da oficina, que de maneira efetiva abordou temas como a linguagem de projetos, estruturas, métodos de avaliação entre outros.

O IDESCA e a diretoria do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Amazonas – SINEPE / AM, celebraram no dia 02 de junho de 2014 o TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA, considerando que as partes têm interesse na captação de recursos para projetos esportivos, com foco na Lei n.o 11.438, de 29 de dezembro de 2006, que dispõe sobre incentivos e benefícios para fomentar as atividades de caráter desportivo e dá outras providências, com o objetivo de promover os Jogos da Escolas Particulares do Amazonas 2015.

Projeto Casa Caminho Simão Pedro

casa-so-caminho-sp1A Casa do Caminho Simão Pedro (CCSP) é uma associaçãocivil de direito privado, de caráter beneficente e deassistência social, sem fins econômicos, filial do Núcleo de Amparo Social Tomás de Aquino – NASTA. Fundada oficialmente em 15/02/2007, mas em funcionamento desde outubro de 1999, a Instituição definiu como sua Missão “promover as famílias do bairro Colônia Antônio Aleixo que vivem em situação de risco, oportunizando à comunidade educação, informação, desenvolvimento profissional e senso moral. Diante da necessidade de buscar novas ferramentas para melhor gerir suas ações, ampliando seu atendimento à comunidade, objetivando diagnosticar sua realidade atual e propor práticas que promovam avanços nas atividades e ampliação dos serviços oferecidos à comunidade local, organizou-se um procedimentos para valiar resultados de sua gestão por meio de aplicação de metodologias específicas. Para a realização dessa tarefa foi contratado o IDESCA (Instituto de Desenvolvimento, Educação e Cultura da Amazônia) que contou com profissionais de diversas áreas para o trabalho, tais como: pedagogo, estatístico, arquiteto, profissional da comunicação social, dentre outros.

Projeto Conselho Virajovem – Revista Viração

Reunião do Conselho Editorial

Reunião do Conselho Editorial

O IDESCA mantém parceria com a instituição Viração Educomunicação, que é uma organização de comunicação, educação e mobilização social de adolescentes, jovens e educadores.

Criada em março de 2003, impactou na vida de mais de 3,5 milhões de pessoas no Brasil, seja por meio da Revista Viração, ou por meio dos 31 projetos especiais desenvolvidos ao longo de mais de dez anos. Recebe apoio institucional do UNICEF, UNESCO, ANDI, USP, Ashoka, Empreendedores Sociais, Fundação Friedrich Ebert e do Centro de Competencia em Comunicación para a América Latina.

A parceira visa articular e dar visibilidade a essas entidades, fortalecer o trabalho em rede, os trabalhos e a participação juvenil no Virajovem e fomentar a mobilização juvenil. Cabe ao IDESCA colocar à disposição do Virajovem um educomunicador que exercerá a função de mobilizador e participará do conselho gestor da Rede de Conselhos Jovens da Viração. Deve, também, oferecer espaço físico e instrumentos (computador, máquina fotográfica digital, impressora, gravador) para que o Virajovem funcione de forma produtiva, além de ser o responsável pela formação do conselho e por tecer alianças estratégicas com outras entidades, mobilizar adolescentes e jovens para realizar pelo menos uma produção bimestral de conteúdo para a Revista Viração e Agência Jovem de Notícias.

A organização tem como objetivo principal fomentar e divulgar processos e práticas de educomunicação e mobilização entre jovens, adolescentes e educadores para a efetivação do direito humano à comunicação e para a transformação socioambiental.

z Para mais informações acesse: www.viracao.org

Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicadoras e Comunicadores – RENAJOC

O IDESCA, desde 2012, integra a Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicadoras e Comunicadores – RENAJOC. A Renajoc foi criada em abril de 2008 no I Encontro de Adolescentes e Jovens Comunicador@s promovido pela ONG Viração Educomunicação, que antecedeu a 1.a Conferência Nacional de Políticas Públicas de Juventude. Durante o evento a Rede contribuiu com a Cobertura Jovem e, na sequência, criou um Grupo de Trabalho chamado “Mobiliza Rede” para dar continuidade às ações.

Desde então, a Renajoc participa de ações que buscam unir adolescentes e jovens do Brasil para chamar a atenção para o Direito Humano à Comunicação, fazendo coberturas colaborativas de eventos relevantes para o público juvenil e integrando debates nacionais sobre adolescência, juventude e comunicação. Foi por isso que a Renajoc criou o “DIA C” – Dia Nacional da Juventude Comunicativa, comemorado em 17 de outubro, fortalecendo o Dia da Democratização da Comunicação.

Em 2012, a Renajoc passou a compor o Conselho Nacional de Juventude – CONJUVE, onde integra as ações relacionadas às temáticas de juventude e comunicação.

Reunião RENAJOC em São Paulo

Reunião RENAJOC em São Paulo

Projeto Mais Educomunicação

Oficina do MaisEducom Oficina do MaisEducom

O “Mais Educomunicação” é um projeto da Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicadoras e Comunicadores – Renajoc que conta com o apoio do Instituto C&A e a execução do IDESCA na cidade de Manaus. O projeto,desde sua fase de implantação, pretende fortalecer as ações da Renajoc, por meio de intervenções em 20 escolas públicas, de diferentes cidades e estados, preferencialmente as que aderem ao Programa Mais Educação, do Governo Federal, para que os estudantes participem do processo de democratização da comunicação no Brasil, contribuindo com o monitoramento e incidência nas políticas públicas de educomunicação na perspectiva dos adolescentes e jovens.

Com o projeto, os jovens e adolescentes se empoderarão, ganharão autonomia e senso de coletividade ao compreender de que forma eles podem buscar, sistematizar e multiplicar seus aprendizados, em um processo de formação de liderança que compreende e respeita as necessidades específicas da comunidade e da cidade, pois parte da percepção dos sujeitos que residem nela. A proposta é a criação de 20 núcleos de educomunicação dentro de escolas públicas, com uma média de 10 adolescentes em cada, realizado num ciclo de três anos (2013, 2014 e 2015). Esses adolescentes participam de encontros quinzenais, no contra turno escolar, quando ocorrem formações em direito humano à comunicação, educomunicação e produção de conteúdo de comunicação a partir da perspectiva do adolescente e do jovem sobre suas realidades e comunidades, além de outras atividades de mobilização social. Ao produzirem a sua própria comunicação, a imagem da escola, da comunidade e da cidade também se transformará, ganhando voz e visibilidade não apenas em seu território, mas na sociedade como um todo. Ao término do projeto,em 2015, o IDESCA e os demais parceiros esperam:

  • Ter contribuído para o fortalecimento de uma gestão participativa nas escolas;
  • Ter sensibilizado 400 adolescentes para a valorização dos direitos humanos, por meio das atividades de formação educomunicativa;
  • Adolescentes e jovens do Mais Educom terem produzido, ao menos, 200 peças/conteúdos de comunicação sobre temas relevantes no universo juvenil e escolar, com potencial de impactar outros atores;
  • Adolescentes do Mais Educom sensibilizados para perceber situações de violações de direitos e de oportunidades de reivindicá-los e garanti-los;
  • Adolescentes do Mais Educom terem participado de reuniões, fóruns, conferências, e outras ações destinadas a discutir, monitorar, avaliar ou formular políticas públicas na área da infância, adolescência e juventude;
  • Ter realizado 20 ações locais de mobilização social durante o Dia C;
  • Ter envolvido diretamente 400 adolescentes nas ações de mobilização do Dia C;
  • Ter impactado, indiretamente, 10.000 pessoas, presencial e virtualmente;
  • Ter realizado cinco encontros regionais da Renajoc para articulação e planejamento;
  • Ter envolvido outras Redes e coletivos nos processos da Renajoc.

Oficina do Projeto MaisEducom

Oficina do Projeto MaisEducom

Seminário Nacional Juventude e Comunicação

Participação do IDESCA no Seminário Participação do IDESCA no Seminário

No dia 11 de julho de 2013, o IDESCA participou do Seminário Nacional Juventudes e Comunicação, que aconteceu no Departamento de Comunicações e Artes (CCA), da Escola de Comunicações e Artes (ECA)- USP em São Paulo. O evento foi organizado pela Viração Educomunicação e pela Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicadores (RENAJOC).O seminário integra a quarta edição do Encontro Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicadores (Enajoc). A ocasião teve como objetivo tratar sobre o direito humano à Comunicação, e discutir a inserção de adolescentes e jovens no contexto da produção midiática. O evento também integrou as comemorações dos 10 anos da Viração e teve o apoio do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE) da USP, do Conselho Nacional da Juventude (Conjuve) e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).